terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Poema 2

100 STRESS.

COMO FICAR DE BOA,
SENDO QUE AS NOSSAS CRIANÇAS ESTÃO MORRENDO?
COMO SE SENTIR FELIZ,
QUANDO O QUE ESCUTO É SÓ TRAGÉDIA, DERROTA E MORTE?

COMO EXPLICAR TUDO AQUILO
QUE NÃO CONSIGO ENTENDER?
COMO SUPERAR MEUS MEDOS,
SENDO QUE OS PAPÕES ESTÃO A SOLTA E LIVRES NESSE MUNDO?

ÀS VEZES, CULPAMOS NOSSOS PAIS
POR NOS AMEDRONTAR QUANDO ÉRAMOS NOVINHOS.
MAS HOJE IMPLORAMOS VOSSAS AJUDAS
QUANDO ESTAMOS NO FUNDO DO POÇO.

COMO FICAR TRANQUILO,
SENDO QUE A VIDA PASSA TÃO DEPRESSA?
COMO ACHAR RESPONTAS,
ONDE AS PERGUNTAS SÃO TÃO CONFUSAS E ESCROTAS?

COMO SENTIR O CHEIRO,
SENDO QUE A PÓLVORA EMANA PELO AR?
COMO DEIXAR SE ELEVAR,
SENDO QUE O CAMINHO É TURVO, ESCURO, PERSPICAZ?

MAS...
EIS QUE AS LUZES APARECEM NO FIM DO TÚNEL.
E QUE ALGUMAS PESSOAS SE DOAM SEM MEDIR ESFORÇOS.

A SAGA DA VIDA É VIVÊ-LA.
A CONQUISTA, SE CONSTITUI NO COLETIVO.
AS MANOBRAS DEVEM SER EXATAS.
PARA QUE O AMANHÃ POSSAMOS DAR RISADAS
DO QUE HOJE FOI UMA DERROTA.

COMO ENCARAR TUDO SEM SE MACHUCAR?
COMO SE SUJEITAR A TUDO ISSO, QUE PARECE NUNCA MUDAR?
COMO ARRISCAR, SEM AO MENOS TENTAR?
COMO ABRIGAR, SEM AMOR NOS RESTAR?

xCHEx
07/12/2010 (MODIFICADA EM 2017)

4 comentários:

Anônimo disse...

Salve mano.

Como comentar se dividimos as mesmas angustias, rs.
Bom, cara! o texto expressa nossos momentos de reflexão numa sociedade as cegas.

Abraço é noiz.

Lê. Andro disse...

Como comer, se ao se sentar a mesa não há tranquilidade, muitas vezes não há nem feijão, nem pão, nem leite. E mesmo quando a mesa é farta o "como" que se pensa na cabeça do artista não é o do comer do estômago, mas o da congestão das maneiras não encontradas nos enfrentamentos duros da vida...

Belo texto!

Carla disse...

Profundo seu texto.
Boas palavras...
No final você responde tudo:
"sem stress".
Temos que nos unir, e ir a luta,
mas com cautela.
Não será fácil, mas acredito e
sei que podemos MUDAR isso!

Beijos vida!

Estamos juntos na luta companheiro.

Carla

Barraco Das Ideias disse...

salve!
é irmão as quebradas falidas e muitos vivendo de brisas, qual a melhor saida pra nossa vida é lutar e manter a cabeça sempre erguida.
muito louco ve-lo recitar o texto
no sarau!
abraço.