quarta-feira, 25 de julho de 2012

Apenas Relatos. 2

17 de Junlho de 2012.

Olá a todos e a todas, aqui estou novamente registrando sobre meu novo trabalho: Pesquisador de Campo na área da Saúde Pública Municipal da Cidade de São Paulo.

Hoje consegui acordar um pouco mais tarde do que o dia anterior, mas isto não significa que a ansiedade e o nervosismo não tomou conta de mim, mesmo porque hoje é o primeiro dia que estarei falando diretamente com as pessoas que procuraram o P.S. (Pronto Socorro).

Para chegar até aqui foi tranquilo, apesar do local se situar do outro lado da cidade de onde moro, zona oeste, e ter que, ao mesmo tempo, cortar de ponta a ponta da cidade andando de transporte público, foi interessante fazer esta viajem. 

Estar na região da Vila Leopoldina é estranho pra mim que não conheço absolutamente nada por aqui, ainda bem, pois explorar a cidade é algo que gosto de fazer.

Mas bom, vamos ao que interessa. Por se tratar de um P.S. imaginava que o dia seria bem corriqueiro por aqui. Não sabia ao certo qual seria o fluxo de pessoas atendidas, muito menos a faixa etária das pessoas que utilizariam este atendimento, no entanto por ser um pronto atendimento de urgência acreditava que o público seria bem diversificado. E assim foi, muitas pessoas passando de lá pra cá procurando atendimento para isto e para aquilo outro foi um caos, como era de se imaginar.

Após este segundo dia de trabalho, pude perceber o quão grande é esta cidade e o quanto a população necessita de atendimento médico com urgência. Os recursos que vi, os espaços e as instalações, os cuidados e os descuidos dos prédios de saúde são extremamente sucateados, qualquer tipo de manutenção teriam que acontecer todos os dias nestes locais, por se tratar de público e de saúde.

É difícil acreditar de que as pessoas que utilizam os AMAs (Atendimento Médico Ambulatorial) e os P.S. (Pronto Socorros) não sabem se irão ser atendidos/as para buscar melhorias as suas necessidades. A confusão para entender quem faz o que neste espaços são extremas.

Estar em campo realizando pesquisas é interessante, diferente e também muito expressivo. Além de conhecer novos lugares assim como outras pessoas, experenciar sensações de aflição e de alívio e compilar tudo isto para minha vida, tenho certeza que isto ampliará minha visão sobre o mundo em que vivo e mudará meus ideia e pensamentos sobre a Saúde e o Atendimento ao Público.

Deixarei a mercê o que irá acontecer daqui pra frente pois esta novela esta apenas começando, aguardem os novos capítulos.

Fonte da Internet. Para ver Clique Aqui.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Apenas Relatos. 1

16 de julho de 2012.

Hoje começo um nova etapa em minha vida, como na maioria das vezes a sensação é a mesma quando faço algo novo ou muito diferente do que estava acostumado a realizar na minha vida profissional e também na social. Mudanças fazem parte da vida, não é mesmo?

Pra mim, realizar pesquisas é muito mais do que coletar dados e números, esta é uma chance importante que estou tendo e vivenciando com as pessoas que dependem do Serviço Público de Saúde da cidade em que vivo: São Paulo. Poder escutar, olhar e sentir o que as pessoas pensam sobre este sistema será um grande desafio e também uma grande e inovadora aventura.

Se me perguntarem sobre o trabalho que estou fazendo neste momento poderei responder esta questão somente quando estiver terminado pois assim poderei ter mais concreto esta experiência, não é mesmo?

Nesta primeira pesquisa fui para o Conjunto Habitacional José Bonifácio que fica na zona leste da cidade, mas cada dia estarei em um canto diferente da cidade. AMA foi o local escolhido para realizar a pesquisa. O local fica numa avenida bem movimentada e conhecida da região, isto é um dado que facilita tanto o acesso quando a visibilidade do espaço, mas isto não é comum em toda a cidade.

Desde as primeiras horas do dia muitas pessoas passaram pelo espaço. Não sei ao certo qual a demanda dos usuários/as da AMA José Bonifácio III, mas a maioria dos que procuram são idosos/as e mães com crianças de colo.

Por se tratar de um bairro dormitório é nítida a frequência de pessoas precisam de atendimento médico urgente, ainda mais se tratando da época em que estamos falando onde problemas respiratórios batem o recorde entre idosos e principalmente as crianças. Quem sabe um dia isto mude para melhor e que as condições do espaço favoreçam em primeiro lugar a população.

Bom, como disse no início: eis que se inicia uma nova jornada em minha vida profissional e social, uma mudança em minha História de Vida. Enquanto alguns, que se diziam "Amigos/as" de minha pessoa gozam de aventuras e de outras vivências, permito-me dizer que estou completamente contente por estar onde estou e sendo verdadeiro comigo mesmo e para com quem acredita no que sou e no que faço. Tomare que os relatos que irei registrar aqui, em meu blog, possa contribuir em nosso censo crítico, social e principalmente no Humano pois, afinal de contas: somos pessoas que cumprimos com nossos deveres e queremos que os direitos básicos sejam garantidos, independente de qualquer situação vigente ou pré estabelecida.

Vander xCHEx.


domingo, 22 de julho de 2012

Novas ideias no AR.

Salve galera que passa por aqui para ver alguma informação, novidade, crítica a alguma coisa ou à alguém.

Enfim, começarei nesta semana a publicação de alguns textos de uma Nova Experiência Profissional e Social da qual estou vivenciando nos últimos dias.

Serão relatos de situações e questões reais que estarei presenciando, e nada melhor do que expor minhas dores, angústias, conflitos, alegrias, risadas e dúvidas sobre a Vida e o Viver de quem depende da Saúde Pública desta cidade de São Paulo.

Todos os textos publicados tem minah total responsabilidade, e em nenhum momento publicarei nomes oficiais, a não ser o meu mesmo, para manter a privacidade e ética das situações que estou vivendo.

Pelo menos, uma vez na semana estarei publicando algum texto falando sobre esta nova caminhada e experiência.

Espero que gostem e curtam os meus relatos.

Pois: "A vida segue seu rumo, e eu também."
Vander xCHEx