quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

APENAS O TEMPO, TEMPO E O TEMPO.

 SALVADOR DALÍ.
A PERSISTÊNCIA DA MEMÓRIA 1931.

Que horas são? 

Alguém tem noção DE QUE HORAS SÃO?

AGORA? JÁ???

Pois é, a vida é passageira até demais, os milésimos passam que nem conseguimos enxergar ao olho NU, os segundos passam tão rápido quanto as batidas do coração - exceto o coração das pessoas que tem Sopro onde a batida é mais frenética, mais viceral, mais rápida. De qualquer forma o tempo é algo assustador e imprevisível.

Parece que o agora não existe, não é mesmo?

A todo momento acontecem milhares de coisas em milésimos de segundos, onde os segundos, minutos, horas, dias, meses, semestres, anos, décadas viajam sempre em nosso inconsciente sem a maior pretensão de pensar no agora ou até mesmo o que vai acontecer.

Querer não é PODER, eis um dos ditados mais importante para tentarmos desvendar muitas coisas do nosso cotidiano, e detalhe: Ninguém é obrigado a navegar neste navio de ideias.

Se o tempo é complicado, imaginem só quem estuda ou programa ele?

Porém, programar o TEMPO é algo que muitas pessoas - hoje em dia - fazem quando se levantam de suas camas todos os dias.

Vejamos alguns exemplos:

  • Ao se levantar, pensamos o que iremos comer - no café da manhã;
  • Depois, escovamos nossos dentes e em seguida ficamos preocupados com a condução - para ir ao médico, pro trampo, aos estudo e etc...
  • Durante o trajeto que percorremos, temos medo de chegarmos Atrasados - em nossos compromissos;
  • Explicar os motivos - a quem deve ser explicado - é demorado, chato e consome muito tempo e muita ideia;
E assim vai... 

Engraçado que a todo momento o tempo está presente em nossas vidas por completo. As horas, os minutos, os segundos e os milésimos se transformam em inimigos - mas para outras pessoas se torna um grande amigo. O tempo é algo mecânico, eletrônico, surreal e prisional, sem ele não conseguimos viver e com ele ficamos totalmente a mercê de seus instantes.  

É, isso é uma coisa complicada para se explicar e de imaginar alguma explicação ou sustentação de apoio ou argumento para fundamentar esta questão do TEMPO.

Outras questões:

Será que ele existe? O Tempo.

O que fazemos com ele? Tempo.

Ele é nosso amigo ou inimigo? Apenas o Tempo.

Então vamos jogar tudo isso em nossa cabeça, bater no liquidificador e ver que suco e qual o sabor terá.

Existem alguns fatos tão importantes em nossas vidas em que o TEMPO é precioso e primordia:
  • Quando começamos a dar os primeiros passos - é um tempo precioso;
  • Ao sentir o gosto da fruta predileta - é um fato marcante;
  • O 1º amor, 
  • O 1º beijo, 
  • A 1ª queda, 
  • O 1º sofrimento, 
  • A 1ª perda, enfim muitas coisas...
Tudo isso é importante para o amadurecimento de nossa vida: pessoal e social. Digo os dois pois eles se complementam, sem um é dificílimo viver, não é mesmo? É como uma fruta que gostamos muito e temos muita vontade de come-la porém ela está fora de seu tempo, fora de época. O que nos resta é esperar o TEMPO dela para saboreá-la e sentir seu gosto mágico e fascinante.
Bom, creio que tá bom até aqui, momento este que não existe mais, pois ele se tornou um passado próximo e que felizmente ficou para trás.

O futuro, bom o Futuro é o grande mistério. Uma grande incógnita que tentamos desvendar, planejar, ajeitar, imaginar mas que felizmente (também) não temos a certeza e nem a incerteza de como será. Apenas vivendo conseguiremos minimamente imaginar como será será daqui a 1 milênio, 1 século, 2 décadas, 1 semestre, 2 meses, 25 dias, 2 semanas, 5 dias, 3 horas, 50 segundos, 1 milésimo, 2/3 de milésimos por segundo... E assim vai... Sem parar.

VANDERxCHEx.
2012.