quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

APENAS O TEMPO, TEMPO E O TEMPO.

 SALVADOR DALÍ.
A PERSISTÊNCIA DA MEMÓRIA 1931.

Que horas são? 

Alguém tem noção DE QUE HORAS SÃO?

AGORA? JÁ???

Pois é, a vida é passageira até demais, os milésimos passam que nem conseguimos enxergar ao olho NU, os segundos passam tão rápido quanto as batidas do coração - exceto o coração das pessoas que tem Sopro onde a batida é mais frenética, mais viceral, mais rápida. De qualquer forma o tempo é algo assustador e imprevisível.

Parece que o agora não existe, não é mesmo?

A todo momento acontecem milhares de coisas em milésimos de segundos, onde os segundos, minutos, horas, dias, meses, semestres, anos, décadas viajam sempre em nosso inconsciente sem a maior pretensão de pensar no agora ou até mesmo o que vai acontecer.

Querer não é PODER, eis um dos ditados mais importante para tentarmos desvendar muitas coisas do nosso cotidiano, e detalhe: Ninguém é obrigado a navegar neste navio de ideias.

Se o tempo é complicado, imaginem só quem estuda ou programa ele?

Porém, programar o TEMPO é algo que muitas pessoas - hoje em dia - fazem quando se levantam de suas camas todos os dias.

Vejamos alguns exemplos:

  • Ao se levantar, pensamos o que iremos comer - no café da manhã;
  • Depois, escovamos nossos dentes e em seguida ficamos preocupados com a condução - para ir ao médico, pro trampo, aos estudo e etc...
  • Durante o trajeto que percorremos, temos medo de chegarmos Atrasados - em nossos compromissos;
  • Explicar os motivos - a quem deve ser explicado - é demorado, chato e consome muito tempo e muita ideia;
E assim vai... 

Engraçado que a todo momento o tempo está presente em nossas vidas por completo. As horas, os minutos, os segundos e os milésimos se transformam em inimigos - mas para outras pessoas se torna um grande amigo. O tempo é algo mecânico, eletrônico, surreal e prisional, sem ele não conseguimos viver e com ele ficamos totalmente a mercê de seus instantes.  

É, isso é uma coisa complicada para se explicar e de imaginar alguma explicação ou sustentação de apoio ou argumento para fundamentar esta questão do TEMPO.

Outras questões:

Será que ele existe? O Tempo.

O que fazemos com ele? Tempo.

Ele é nosso amigo ou inimigo? Apenas o Tempo.

Então vamos jogar tudo isso em nossa cabeça, bater no liquidificador e ver que suco e qual o sabor terá.

Existem alguns fatos tão importantes em nossas vidas em que o TEMPO é precioso e primordia:
  • Quando começamos a dar os primeiros passos - é um tempo precioso;
  • Ao sentir o gosto da fruta predileta - é um fato marcante;
  • O 1º amor, 
  • O 1º beijo, 
  • A 1ª queda, 
  • O 1º sofrimento, 
  • A 1ª perda, enfim muitas coisas...
Tudo isso é importante para o amadurecimento de nossa vida: pessoal e social. Digo os dois pois eles se complementam, sem um é dificílimo viver, não é mesmo? É como uma fruta que gostamos muito e temos muita vontade de come-la porém ela está fora de seu tempo, fora de época. O que nos resta é esperar o TEMPO dela para saboreá-la e sentir seu gosto mágico e fascinante.
Bom, creio que tá bom até aqui, momento este que não existe mais, pois ele se tornou um passado próximo e que felizmente ficou para trás.

O futuro, bom o Futuro é o grande mistério. Uma grande incógnita que tentamos desvendar, planejar, ajeitar, imaginar mas que felizmente (também) não temos a certeza e nem a incerteza de como será. Apenas vivendo conseguiremos minimamente imaginar como será será daqui a 1 milênio, 1 século, 2 décadas, 1 semestre, 2 meses, 25 dias, 2 semanas, 5 dias, 3 horas, 50 segundos, 1 milésimo, 2/3 de milésimos por segundo... E assim vai... Sem parar.

VANDERxCHEx.
2012.

14 comentários:

jesyca maiane disse...

muito zica em ¨che¨...
um texto realmente muito inspirador,e nos faz penas e refletir,sobre a vido sobre nossas atitudes para com tudo..
Amei mesmo parabéns..

jessyca maiane disse...

*pensar e refletir.

Ítalo Raphael disse...

Muito Bom mesmo heim CHE!
Você escreve muito bem mano,
se um dia fizer um livro,
com certeza irei devorá-lo...rs
Paz Hermano!

Raquel CM disse...

MUUITO BOM Che!! pensei q eu era a única doida a ficar pensando nessa loucura q é o tempo... parabéns pelo texto, como o Italo disse, vc escreve mto bem! e vamos continuar que o tempo nao para!

Carla disse...

Uau...mto bom vida!!!

E eu que estava do seu lado não imaginei que você estivesse escrevendo sobre o tempo...bela escrita!

Parabéns amore, é sempre bom ler seus textos...como eu digo: -Garoto de ótimas palavras.

Parabéns!!!

Beijo,

Carla Soares

Vander disse...

Galera, vocês não tem ideia de o quanto é importante pra mim ler seus comentários pois isso me faz pensar e e elaborar mais coisas para o nosso blog, que é este daqui.

Valeu mesmo pelas palavras.

Italo, quem sabe um dia isso se torne um livro mediano, tomare quem sabe...

Raquel, falar sobre o tempo é tão íntimo que não é tão fácil assim, porém é bacana e gostoso falar dele.

Carla, vc que é tão companheira nem sabia o que eu estava escrevendo né? Isso é tão saber pois percebo que ainda consigo te surpreender, em pequenos gestos como este de escrever.

Valeu galera, valeuuuuuu

Carla disse...

Pois é amor, você me supreende e muito!

Mais vezes: PARABÉNS!!!

Beijo.

Anônimo disse...

cara muito bom mesmo, gostei muito!
Teve até uma parte "Parece que o agora não existe, não é mesmo?" Cara amei, eu ja tinha me perguntado isso uma vez..!
Muito Bom Mesmo!!!

V.A.T.O disse...

o loko monstrooooo na veiaaaa o blogta um desing bem loko simples e objetivo ehhehe sumemu

Fernando cruz disse...

Pois é mano, o tempo é um bagui loco demais...

Cada povo, cada sociedade tem seu modo de marcar o tempo, vide os maias que acreditam que 2012 é tempo de renovação e não do fim do mundo.

Infelizmente vivemos no tempo do capital, no tempo em que o Tempo é controlado pelo capital, vivemos um tempo fabril: hora pra acordar, hora pra comer, hora pra fazer amor...

Acreditamos ter o controle sobre o que fazemos, mas vivemos um tempo objetivado, imposto contra a nossa vontade, temos uma falsa idéia de que contralamos o "nosso tempo"...

Acredito que esse tempo imposto de atual pode somente ser subvertido através da luta, da arte!

Quando subjetivamos nossa existencia, quando o momento dura uma eternidade, que ficará guardada em nossas mentes e corações, cantar uma musica, ter um orgasmo, xingar um politico filho da puta, ajudar num assentamento, recitar uma poesia...

Sentimos que tempo nenhum pode nos deter, que se morressemos nesse momento tudo estaria bem...

Que o tempo é nosso!

Força Mano!!!

Extremos Atos disse...

Este menino me surpreende.

Ariane disse...

grande texto! cheio de alma!

todo tempo que se compartilha com vida vale a pena...que se compartilha com vcs tb.

Parabéns!

Abraço.

Vander disse...

Galera, muito obrigado pelas suas palavras, reflexões e críticas. Isso me fortalece pra caramba.
Fernandinho, você é um mano que considero pra porra, suas palavras e análises preenchem aqui que penso o observo, VATO grato pela sua manifestação e consideração no que escrevo, é nóspornós. E Ariane estar ao lado de pessoas MARAVILHOSAS não tem preço, tamo junto e mistrudao, sempre.

Simone Souza disse...

Saudade da infância... tempo em que eu não tinha noção do que era o tempo. Do que é ser escrava do tempo! lembro com muito carinho de quando descobri por que escrevia "1996" todo dia no caderno e na escola, era o ANO! Rs.

O tempo é ilusão, ilusão esta que se aprende e reproduz... curti muito de verdade a partilha de vocês meninos, Vander e Fernandinho. Prazer, valeu dar uma passadinha rápida neste blog!

Abraços!