quinta-feira, 10 de março de 2011

BEM, QUE EU TE AVISEI.

Agora não tem como eu fugir, fingir que nada irá acontecer. Faltam poucos dias pra, novamente, sentir todo revertério ao entrar na sala de aula, ou na sala de disputa - como algum dizem.

Agora é sério, até que enfim consegui organizar todos os documentos pra dar aula - como eventual - no Estado. Infelizmente, não é nada fácil viver no Estado Burocrático onde o que manda, e o que colabora com tudo são apenas papéis, documentos e um pouco de chá de canseira em nós, quer dizer, pra todos nós.

Porém o pior já passou, pois o que fica mesmo é uma vontade de: nunca mais volto aqui. Mas acredito que nunca conseguirei dizer isso com firmeza, como disse antes: vivemos num Estado Burocrático, então TUDO isso é apenas o começo.

Mas acredito que estou preparado, fui e busquei muitas forças pra enfrentar esta caminhada, na natureza, em alguns livros, nas ruas, com algumas pessoas, enfim estive em constante contato pra buscar um pouco, ou mínimo de Sabedoria e de Conhecimento. 

Como um camarada, chamado Bruno disse uma vez: "Somos pessoas que transmitimos ideias, opiniões, mensagens e temos que ter muito cuidado com o que falamos", e faço destas palavras aquilo que quero alcançar neste ano: Muita Sabedoria e Conhecimento e pouca, mas pouca vontade de estar a frente de qualquer coisa. Neste momento busco mediar do que causar alguns conflitos.

Também, é chegado o momento de tomar algumas decisões pra minha humilde vida, das quais sei perfeitamente que é para um bem em comum, pra mim e pra minha Companheira. Chegamos no momento de juntar mais nossas ideias, estamos prontos pra Noivar, isso mesmo, iremos juntar nossas propostas e ideias pra no futuro nos tornarmos companheir@s um do outro. Estas e tantas outras decisões não são, e nunca foram direcionadas pra mim e também jamais foram tomadas por acaso. Acreditem que, a vontade que tenho neste momento é poder gritar pra todas as pessoas ouvirem: ESTOU FELIZ, VENHAM COMPARTILHAR CONOSCO. Mas, nem sempre a mesma notícia é boa pra outra pessoa.

Contudo, acredito imensamente num Poder Superior que a todo momento tem estado ao nosso lado, pois como disse: não estou sozinho e nunca pretendo estar; e que os sonhos, vontades podem se constituir e se realizar quando se tem uma imensa vontade de enfrentar qualquer tipo de posição contrária ao seu pensamento.

No início deste ano, dizia a mim mesmo que este ano prometia muitas coisas boas, o mais engraçado de tudo é acreditar que as coisas estão superando as expectativas e principalmente alcançado forças desproporcionais da nossa realidade, mas quem disse pra pensar deste jeito, não é mesmo? Agora é aguentar as consequências, com muit AMOR e vontade, e isto tempo de monte

Desde já, gostaria de agradecer a tod@s as pessoas que estão sempre do nosso lado, nos dando força pra buscar, cada vez mais a consolidação dos nossos objetivos e sonhos, agradecer também a minha família que - apesar dos pesares - os amo muito, minha companheira e eterna magrelinha CARLA, você é a minha grande musa e guerreira, que divide seus sonhos com os meus, tornando-se assim mais séria a nossa vontade de viver um com o outro, e também aos camaradas e companheir@s de FÉ, são muit@s então se sintam tod@s contemplad@s, pois não quero correr o risco de esquecer de alguém. Valeu mesmo galera.

Pra finalizar gostaria de deixar uma frase de um poeta periférico e cronista chamado Ferréz que esta na minha caminhada neste início de ano:  

"Voltei, e estou ARMADO. Talvez seja preso por porte legal de CONHECIMENTO..."

Fui. Mas volto logo logo.

Um comentário:

Carla disse...

Uau...são tantas coisas né vida.
Estou muito feliz também, juntamos os dedinhos, mas estamos muito além do que os dedinhos, decidimos compartilhar nossas vidas, e isso me satifaz, toda essa caminhada que venho com você me deixa mais forte e acredito muito mais em nossos ideias.
Parabéns por esta conquista e sei que na Escola, o ambiente que você gosta muito, irá "arrebentar" este ano levando suas propostas, conhecimetos e aberto a aprendizagem a todo momento.
Valeu vida!
Beijos,
Carla