terça-feira, 23 de março de 2010

A 1ª VEZ A GENTE NUNCA ESQUECE...


Depois de um bom tempo sem registrar nada em meu Blog, venho hoje socializar a minha 1ª VEZ. Isso mesmo, no dia 22 de Março de 2010 às 19:50 hs foi a 1ª VEZ que dei aula, de HISTÓRIA, na E.E.Profº Drº Geraldo Campos Moreira, situado especificamente na Zona Leste da Cidade de São Paulo.

Como era de se esperar, alguns minutos antes de ir pra sala o clima era tenso pra saber onde iria dar aula, e como sou "PROFESSOR EVENTUAL" - muitas vezes odiado e detestado pelos/as educandos/as na fala de algumas pessoas - coube a mim mesmo controlar a ansiedade e o nervosismo que estava tomando conta do meu ser. Enfim, não teve jeito, tive que ir e enfrentar este meu "MEDO". Em seguida, a coordenadora do Ensino Médio do período noturno me chamou e disse:

- Professor, o senhor pode ir pra sala 20, no 3ª D?

Eu respondi:
- Sim, sem nenhum problema.

E lá fui eu, caminhando e perpassando pelos corredores, que alguns anos atrás era eu quem estava ali como um educando, bagunceiro e etc... O mais emocionante disso foram as lembranças que vieram constantemente na minha memória como: as brincadeiras, as amizades, as paqueras, enfim, as coisas mais legais que aconteceram na minha adolescência enquanto estudante/secundarista do ensino médio. Ao mesmo tempo estas lembranças se misturavam com a minha vontade de conhecer os/as educandos/as.

Quando cheguei na sala de aula, alguns me olhavam meio de lado, outros sorriam, outros ficaram sem entender nada. Eu acredito que eles/as se perguntavam:

-Quem é esse daí? Será que é professor novo?

Como percebi isso na sala comecei a aula me apresentando aos educandos e convidei aos mesmos/as a se apresentarem pra mim, e assim comecei a dar aula...

Muitas pessoas dizem que a 1ª VEZ dói muito, não é mesmo? Exemplos: a 1ªVEZ QUE levou um fora, 1ªVEZ QUE você tirou uma nota RUIM na escola, 1ªVEZ QUE você apanhou na rua, 1ªVEZ QUE você perdeu a virgindade, enfim, uma infinidade de 1ª VEZES que são inesquecíveis em nossas vidas, sejam elas boas ou não.

Acredito que este fato ficará guardado, não somente na minha memória, mas tambéms nas dos/as educandos/as que ficaram encantados e eu também com a aula. Não quero me gabar, muito menos dizer que será assim pra sempre, ou até mesmo pensar que resolvi algum dos diversos problemas da Educação; muito pelo contrário, coloco aqui os meus sentimentos que ficaram pra me motivar a continuar firme neste meu mais novo trampo, pois a minha 1ª VEZ FOI MARAVILHOSA e INESQUECÍVEL.

"Na verdade, poupei aqui de falar dos problemas existencias da escola, pois acredito que, infelizmente, isso não muda de uma escola para outra."

Deixo aqui meu registro, não somente como educador, profissional da área ou outra derivação pra esta função, registro aqui um relato de um SER HUMANO, que já foi e as vezes continua sendo um SER BURRANO, mas que aprendeu e aprende constantemente, de forma simples dar valor e questionar certas situações das quais vivemos todos os BENDITOS DIAS, e que acredita fielmente que o amanhã pode ser melhor do que hoje.

Dedico este texto a todos/as os/as companheiros/as que estão dando aula, seja no Estado, Município ou em ONG'S sejam vocês contratados/as, concursados/as, eventuais e até mesmo estagiários/as.

Acredito SIM em uma outra EDUCAÇÃO, com muita esperança de esperançar, como dizia Paulo Freire; para um outro MUNDO que é possível sim ser re-construído com novos sentimentos, vontades e garra para provocar a mudança, não radical, mas significativa para que possamos atuar na sociedade  efetivamente, e o mais importante, sermos atuantes no aprimoramento da nossa educação, investigadores/as e questionadores/as o tempo todo.

Firme e forte estarei ai pra fazer a mudança, uma re-transformação, não somente da sociedade, mas sim do pensamento crítico, participativo e atuante na coletividade.

Como diz um grande amigo meu, Vandeí - ZÉ:

"FORÇA SEMPRE!" e eu complemento dizendo: "COMPANHEIROS E COMPANHEIRAS."

xCHEx
2010.

6 comentários:

jovensurbanosipj disse...

Amei a boniteza e a esperança contida no texto.
Me orgulho de fazer parte dessa história.
Uma história de jovens esperançosos, utópicos e confiantes na construção de um outro mundo possível.
Comento esse texto com lágrimas nos olhos e alegria no coração!!!
FORÇA SEMPRE COMPANHEIR@S!!!

Vandeí!!!!

Anônimo disse...

Parabéns querido! Fico muito feliz!
Bjossssssssssssssssss

Magna
PJU Prainha

Silvia disse...

Parabéns Vander...
Sucesso cada diiaa + e + para você!!!
Espero q meus filhos/sobrinhos tenham a oportunidade de ter aula c vc!!
bjos..
Silvia (vizinha)

Fabiana disse...

Amigo,
Boa sorte!
Sucesso sempre..
Te admiro, quero assistir uma aula tá?
Que meus filhos, tenham o prazer de ter aula com vc!


Te adoroo Fabii (amiga)

Anônimo disse...

Olá Vander, fiquei muito feliz em saber que você trilhou seu caminho e venceu, espero que você continue cheio de esperanças e que esqueça os problemas que o ensino enfrenta e faça a sua parte, pois se fizermos a nossa parte já estaremos contribuindo para um ensino melhor.

Parabéns

Luciene

r.c. disse...

E aí, Vander. Bom, parabéns pela 1a vez, e tudo mais mas, uma dúvida: Você não está em Greve? Sua primeira vez tinha que ser justo no meio de uma greve dos professores? Esclarece aí, mano...

Salve,

Rodrigo Ciríaco